Feriado é dia de teatro!
Peças Infantis
Tragam as Crianças!

 

AS FILHAS DA MÃE

“As Filhas da Mãe” é uma das maiores comédias do teatro brasileiro, que se mantém em cena há mais de duas décadas e arrebanhou um público estimado em 1 MILHÃO E MEIO de pessoas, ao longo deste período. Este ano de 2013 ela comemora 30 anos em cartaz. Segundo o diretor e autor Ronaldo Ciambroni, considerado um dos maiores especialistas brasileiros em comédias “As Filhas da Mãe” é um texto que agrada muito ao público pela criatividade, dinamismo e pela leveza. “É uma dramaturgia leve, sem apelações, cujo maior interesse é entreter e divertir, levando ao público uma historieta criativa que é valorizada pelo talento do elenco”, afirma. O texto da peça foi escrito pelo dramaturgo Ronaldo Ciambroni, autor de dezenas de espetáculos adultos e infantis, premiado diversas vezes no Brasil e uma vez em Cuba, com a peça “Donana”, um clássico da dramaturgia nacional que completou 30 anos de existência no ano passado. Ciambroni conta que usou sua experiência profissional para compor esta comédia atualíssima. “Quando eu trabalhava com seleção de elenco para emissoras de televisão, constantemente encontrava mães que eram muito mais ansiosas que as próprias candidatas, algumas chegando mesmo ao desespero para ‘cavar’ uma oportunidade para as suas filhas”, relata. Baseado nessas experiências, ele escreveu “As Filhas da Mãe”, que conta a história de uma mãe de meia idade, Diva Maria, cuja longa e fracassada trajetória nos meios artísticos a leva a investir na carreira das duas filhas, Deise Maria e Dalva Maria. Como ambas são totalmente desprovidas de talento, as inúmeras tentativas de “encaixá-las” em alguma produção artística falham sucessivamente, criando situações hilárias e levando as duas moças à atitude desesperada de fugir de casa para obter a liberdade. A partir de então, a busca pelas filhas toma conta da vida de Diva Maria, que acaba se envolvendo em situações inusitadas e surpreendentes ao longo de todo o espetáculo.

Texto: Ronaldo Ciambroni

Direção: Luiggi Francesco

Data: Sábados as 21h